bg-header_green
bg-header_green

Como começar a apostar pela internet e ter mais chance de sucesso

Que as apostas pela internet se tornaram uma mania entre os brasileiros ninguém duvida. O segmento cresceu mais de 350% nos últimos cinco anos e a nova “coqueluche” virtual, já legalizada e em vias de ter regulamentação totalmente aprovada, ainda tem muito a crescer em nosso País, que só em 2019 movimentou nada menos que R$ 10 bilhões em lances. Mais de 200 casas do ramo, nacionais e estrangeiras já atuando no mercado tupiniquim.

Na hora de escolher um aplicativo de casa de apostas, porém, algumas pessoas têm dúvidas sobre qual o caminho tomar neste fascinante e potencialmente lucrativo universo de entretenimento pela rede mundial. Por isso, destacamos abaixo algumas das principais dicas dos veteranos para quem quer se iniciar como apostador e, quem sabe, complementar o orçamento doméstico.

A primeira coisa é pelo menos visitar o site de um bookmaker e observar com senso crítico as características da plataforma, e estruturada, tem bom gosto, funcionalidade e se está disponível em português. As maiores empresas do segmento, caso da britânica bet365, por exemplo, líder mundial do ramo, já têm site traduzido para mais de 20 idiomas, com milhões de clientes espalhados por todos os continentes e milhares de colaboradores nativos, o que facilita os usuários a tirarem suas dúvidas ou, se for o caso, fazerem sua reclamação.

Os bookmakers de mais tempo de mercado são, segundo os antigos no mundo das apostas, os mais seguros e conceituados, pois dispõem de licenciamento em mais de uma nação e certificação de qualidade e de lisura nas operações. Em outras palavras, órgãos certificadores informam se a empresa é uma boa pagadora das apostas vitoriosas e dispõe de sistemas de eficiência na proteção dos dados e valores de seus clientes.

Na acima citada bet365 e em outras casas internacionais os candidatos a apostadores podem constatar que há licenciamento em praças como Reino Unido, Gibraltar ou Malta, todas muito rigorosas em termos de certificação.

 Os apps das empresas podem ser baixados gratuitamente na internet para quem quer jogar por meio de um aparelho de telefonia móvel como smartphone e outros. A abertura de conta pode ser feita no próprio site da operadora, também sem custo. Vale pesquisar sobre os bônus de boas-vindas destinados pelos bookmakers aos seus novos usuários. O valor vai variar de acordo com a casa e ninguém com menos de 18 anos de idade pode ser aceito no cadastramento no bookmaker.

Uma boa casa de apostas oferece centenas de eventos diários nos quais seus clientes podem fazer seus lances, incluindo pelo menos 30 modalidades esportivas e muitos jogos de cassino. O futebol segue como o mais popular também entre os jogadores virtuais e pode-se apostar em competições nacionais como Brasileirão e Copado Brasil, e internacionais como as ligas europeias, MLS americana, Champions League e muito mais!

As modalidades basquete, Fórmula 1, turfe e lutas marciais também estão entre as mais procuradas pelos clientes dos bookmakers. Porém, quem preferir um esporte menos conhecido, pode estar certo de que encontrará opções para todos os gostos.

Os jogos de salão também estão entre as principais atrações, com várias mãos de pôquer, jogos de roleta e máquinas caça-níqueis. Quem já jogou garante que a adrenalina é praticamente a mesma que existe nos cassinos presenciais, inclusive na “Meca’ deste tipo e jogo, Las Vegas, nos Estados Unidos.

Os bookmakers trabalham com um interessante sistema de cotações que lembram muito o que existe nas bolsas de valores do mundo, no qual os clientes podem saber quem é o favorito ou o azarão em cada partida ou prova. Com um bom conhecimento da modalidade na qual se pretende apostar e consulta ao banco de dados da empresa, com informações sempre atualizadas sobre o desempenho de equipes e atletas, fica mais fácil ter sucesso em seu lance pela internet.

Enfim, vale lembrar que no Brasil já há apostadores que conseguem lucrar mais de R$ 15 mil mensais com suas atividades nos bookmakers virtuais, mostrando que é sim possível ter sucesso e complementar a renda familiar. Entretanto, vai aqui uma última dica dos veteranos: não se deve fazer das apostas online a principal fonte de renda, mas apenas um hobby potencialmente lucrativo!

Mais: arazao.com.br

Notícias relevantes